Pages

Sobre

Texto que estreou o blog, escrito em março de 2005.

De mala e cuia. É assim que entro, definitivamente, no mundo virtual. Na bagagem, resquícios e lembranças do que foi antes o registro de idéias em suportes convencionais. A partir de hoje, não apenas folhas de papéis e disquetes testemunham o teor das minhas opiniões e pensamentos.

Pois é, deixei a resistência de lado, me rendi aos (dis) sabores de viver em uma comunidade global e aceitei o desafio de ter e manter um blog. Com um adendo (acho esta palavra muito feia, não sei nem porque a usei): no espaço, vocês vão encontrar, além de relatos do dia-a-dia de uma jornalista recém-formada, artigos e escritos de longa data que me acompanham e imploram por publicidade. Tudo bem, reconheço, já entrou em cena – putz, e no segundo parágrafo – o ego inflado que acompanha a profissão. Sejamos, então, diretos e pragmáticos: o blog vai servir para dar visibilidade a tudo que escrevi e cansou de viver no anonimato.

Depois de todo este nariz-de-cera, creio que fica mais transparente – ou não - a escolha do nome ‘Planeta Diário’. O lugar que abrigará os posts precisava de uma certidão de nascimento referendada no mundo jornalístico, não necessariamente no real. A opção enveredou-se pelo caminho da ficção e a primeira lembrança que tive antecipou-se, e digo, rapidamente, em materializar-se como o órgão oficial de comunicação da Carla Lacerda. E o resultado está aí, espero eu, pra super-herói nenhum botar defeito.

Primeiro P.S:

Que fique bem claro: a periodicidade dos posts não se submete à imposição – sutil – que o título sugere.